sexta-feira, 17 de outubro de 2014

Meu mundo

   Eu tinha um mundo. Ainda tenho um mundo, um mundo a qual esta fechado para visitas. Nao quero que me perturbem ou me tirem a total calma. As vezes esse mundo e meu único refugio, nele eu consigo enxergar cada coisa linda. As vezes dou uma leve olhada pela fresta da  porta da alma, mas logo me recolho.
 Sei la, fico me perguntando: Onde esta a essência das pessoas?
 Achei que seria mais seguro ficar dentro dele, me proteger, criei um casulo. Claro, as vezes sou obrigada a colocar meu corpo para fora, e poxa, volto extremamente decepcionada. Algumas pessoas são extremamente cansativas, apenas as respondo com um leve movimento com a cabeça. Certos assuntos, ou opiniões, prefiro guardar para mim, se eu eu realmente for entrar em detalhes sobre o meu mundo, eles virão com seu mundo de realismo, de como precisamos agir como pessoas racionais.
 Sei que devemos agir com razão, mas podemos nos emocionar com coisas pequenas, ver a beleza em algo, que na visão de outra pessoa passe totalmente desapercebido. Quando eu era adolescente e morava no interior, eu vivia trancada nesse meu mundo, passei por alguns momentos chatos, mas na verdade, quem nunca passou? Estaremos sempre vulneráveis a problemas externos. Nesse meu mundo eu olhava pela janela, e conseguia me apaixonar pela simples flor, o balançar das arvores, a brisa, os animais. Sempre me instigava a continuar.
 Mesmo aos 20 anos de idade, meu mundo continua oscilante, ainda continua tudo tao lindo, as vezes me bate uma certa tristeza, fico meio perdida, as duvidas me assombram, porem sempre volto ao meu mundo, e ele me enche de energia. Meu mundo enfeitado de sonhos, realizações, coragem, amor, Deus. E quando os problemas apertam, nada melhor que respirar dentro do meu mundo, nada melhor que recarregar os pensamentos de coisas boas, e enxergar que tudo não passa de uma experiencia, de uma prova.
 E irei envelhecer com esse meu mundo, me encantando, me fazendo acreditar que posso ser feliz.  Pois a felicidade esta nas coisas mais simples.

Sonzinhos da noite:







Nenhum comentário:

Postar um comentário